Skip to content

Ajax volta à Champions League e cai no “grupo da morte”

Na noite da última quarta-feira, em Amsterdam, houve uma festa no Amsterdam ArenA, casa do Ajax. A comemoração tinha um motivo: os Godenzonen venceram o Dinamo Kiev por 2 a 1 com gols de El Hamdaoui e Suárez e garantiram a vaga na fase de grupos da UEFA Champions League, algo que não acontecia desde a temporada 2005/06.

Exceto pelos problemas de organização na saída da ArenA, que podem atrapalhar a Holanda em sua candidatura para ser sede de uma Copa do Mundo, a festa foi perfeita. O maior time da Holanda finalmente voltou a ter uma geração que pode fazer com o que time alcance vôos maiores. A vitória teve também dois pontos positivos além dos já citados: o primeiro, pela questão financeira, já que a entrada na UEFA Champions League rende milhões e milhões de euros às equipes participantes, e também a manutenção das peças mais importantes do elenco por pelo menos mais uma temporada. Luis Suárez, capitão e grande referência da equipe, prometeu ficar no Ajax após a classificação.

Hoje, quinta-feira, o sorteio dos grupos foi realizado em Mônaco, e a Holanda teve duas equipes participantes. Além do Ajax, o FC Twente, atual campeão da Eredivisie, já estava qulificado para a fase de grupos. Os campeões ficaram no pote 4, enquantro o time da capital ficou no Pote 3.

Para o Twente, o fato de disputar a competição é uma glória para o clube, que só alcançou seu primeiro grande título na última temporada e não tem a vasta história do outro representante holandês. No entanto, existia a esperança de que a equipe caísse em um grupo equilibrado, onde pudesse buscar ao menos uma vaga na UEFA Europa League, mas os campeões não tiveram sorte. Caíram no Grupo A, junto com os atuais detentores do título da Champions League – Internazionale – e também Werder Bremen e Tottenham, da Alemanha e Inglaterra, respectivamente.

Para o Ajax, que esperava poder brigar ao menos por uma vaga nas oitavas, o grupo da morte. Os Godenzonen terão no Grupo G a companhia dois dois maiores vencedores da competição, Real Madrid e Milan. O Auxerre fecha o grupo. São 20 títulos de Liga dos Campeões somente neste grupo: nove do Real Madrid, sete do Milan e quatro do Ajax.

O Real Madrid de José Mourinho é, diparado, o favorito do grupo. Já o Milan, por estar enfraquecido, pode ser uma esperança para o Ajax, mas a expectativa mais realista é a de ficar na terceira colocação e garantir vaga na UEFA Europa League. O time do Milan é envelhecido, mas ainda tem muitos jogadores de extrema qualidade. Ao contrário dos italianos, o Ajax possui um plantel repleto de jovens jogadores, que falham muito e são inconstantes graças à inexperiência, portanto, não é um confronto onde haja grandes prognósticos, mas o favoritismo é do time de Milão.

O Auxerre não pode ser desprezado. Por ser o time de menos tradição do grupo, acaba sendo pouco citado, mas é bom lembrar-se que o quarto time do Grupo G eliminou o forte Zenit, da Rússia, nos playoffs, e tem plenas capacidades de causar dificuldades para todos os times do grupo, principalmente para o Ajax.

A possibilidade de Ibrahimovic se transferir para o Milan faz com que haja também a possibilidade do retorno do sueco à Amsterdam ArenA, onde ganhou destaque em nível europeu antes de se transferir para a Juventus. Outro reencontro importante é o de Clarence Seedorf com os Godenzonen. O jogador iniciou sua carreira no Ajax, ganhou vários títulos como a Copa da Holanda, a Supercopa da Holanda (duas vezes),  Eredivisie (também duas vezes), a UEFA Champions League 1994/95, última conquistada pelo Ajax e também o Mundial do mesmo ano, e se tornou um ídolo da torcida.

Com Real Madrid e Milan em seu grupo, o Ajax pode comemorar também à volta do clube à grande mídia. Certamente o Grupo G será o mais visado, e o gigante holandês poderá voltar a ter a visibilidade de outrora. Resta saber se os dirigentes do clube saberão se utilizar desta visibilidade para capitalizar e fazer com que a presença do time volte à ser frequente na maior competição de clubes do mundo.

______________________

Veja abaixo todos os grupos da UCL 2010/2011:

GRUPO A: Internazionale, Werder Bremen, Tottenham, Twente
GRUPO B: Lyon, Benfica, Schalke, Hapoel Tel-Aviv
GRUPO C: Manchester United, Valencia, Rangers, Bursaspor
GRUPO D: Barcelona, Panathinaikos, Kobenhavn, Rubin Kazan
GRUPO E: Bayern de Munique, Roma, Basel, Cluj
GRUPO F: Chelsea, Marseille, Spartak Moscow, Zilina
GRUPO G: Milan, Real Madrid, Ajax, Auxerre
GRUPO H: Arsenal, Shakhtar, Braga, Partizan

Anúncios

Terceira rodada termina com PSV 100% e Ajax na vice-liderança

O PSV Eindhoven venceu o AZ Alkmaar no Phillips Stadium na tarde deste domingo por 3 a 1 e conseguiu manter a liderança e os 100% de aproveitamento na Eredivisie 2010/11. Marcus Berg marcou duas vezes e Afellay, já no fim do jogo, ampliou. Falkenburg foi quem marcou pelo AZ. Já em Amsterdam, o Ajax recebeu o Roda JC e fez a primeira vítima com a dupla Suárez e El Hamdaoui e venceu por 3 a 0. El Hamdaoui marcou dois e Suárez fez um.

Líder isolado

Quatro dias após perder para o vice-lanterna do Campeonato Russo em partida válida pela UEFA Europa League, o PSV se reergueu e venceu o AZ Alkmaar em Eindhoven e chegou aos nove pontos na Eredivisie, sendo assim o único time da competição com 100% de aproveitamento.

O atacante Marcus Berg, emprestado ao PSV pelo Hamgurgo, foi o nome do jogo. Berg abriu o placar pouco antes do fim do primeiro tempo e deixou o time da casa tranquilo no intervalo. No entando, com apenas cinco minutos do segundo tempo foi a vez de Falkneburg marcar e empatar após passe de Gudmundsson. Berg voltou a brilhar três minutos depois do gol de empate, quando Jermain Lens passou por Moreno e o deixou de frente pro gol. Berg só teve o trabalho de tocar pro gol e comemorar o desempate.

Após o segundo gol, o AZ buscava o empate, mas a precisão nas finalizações andava em baixa. O goleiro do PSV, Isaksson, só teve de intervir após um chute de Holman. O PSV, tranquilo em campo, administrava o resultado, e aos 45 da segunda etapa, Affelay fechou o placar em 3 a 1 no Phillips Stadium.

Dupla que promete

A Amsterdam ArenA recebeu ontem o jogo que marcou a estreia de Luis Suárez na Eredivisie dessa temporada. O capitão do Ajax e artilheiro da competição na última temporada, que ganhou muito mais prestígio após seu bom desempenho na Copa do Mundo voltou ao time jogando aberto pela direita e marcando gol. El Hamdaoui, que já havia marcado dois pelo Ajax, na primeira rodada, fez mais dois e foi peça fundamental na vitória por 3 a 0 sobre o Roda JC, que colocou os Godenzonen na vice-liderança.

A partida deste sábado foi a primeira na temporada em que o Ajax não sofreu gols, mas a defesa ainda assim se mostrou vulnerável, cometendo uma falha – desta vez não resultando em gol – pela sétima vez. O belga Alderweireld voltou ao time titular, depois de ter dado lugar a Oleguer na partida da última terça, diante do Dinamo Kiev.

O jogo foi fácil para os donos da casa, que dominaram a partida desde o princípio. Aos 34 do primeiro tempo, Suárez começou a jogada passando por Eric Addo e Sebastian Svärd e El Hamdaoui finalizou para as redes. Siem de Jong, Suárez e Jan Vertoghen tiveram chances para ampliar o placar, mas faltou-lhes a calma na hora de finalizar.

No segundo tempo, mais domínio do Ajax. A dupla Suárez-El Hamdaoui funcionou novamente e criou as jogadas dos dois últimos gols. Aos sete, bela combinação de passes entre os dois e Luis Suárez marcou. Aos 27, El Hamdaoui fechou o placar e seu gol entrou para a história como o gol de número 50.000 da era profissional da Eredivisie. Com a vitória, o Ajax chegou à segunda vitória na elite holandesa e agora possui sete pontos na competição.

______________________________________________________________________________

Nos outros jogos da rodada, o Excelsior jogou em casa e venceu por 4 a 2 de virada o NEC Nijmegen. Vleminckx abriu o placar para os visitantes, mas Clasie e Bovenberg colocaram o Excelsior na frente do placar. Sibum conseguiu igualar novamente, mas Bergkamp desempatou. Nos acréscimos, Fernandez fechou o placar.

Já o Vitesse, também em casa, não teve o mesmo sucesso ao enfrentar o Twente. No primeiro jogo da “Era Jordania”, o time do Gelredome perdeu por 3 a 0 para os atuais campeões da Eredivisie. Os gols saíram no segundo tempo, com Janko e De Jong, que fez dois.

O Groningen fez 2 a 1 no Euroborg o De Graafschap se aproveitando da vantagem numérica que teve desde os 16 minutos, quando Saeijs foi expulso após cometer pênalti. Granqvist abriu o placar convertendo a cobrança e Enevoldsen ampliou. No segundo tempo, Poepon diminuiu para os visitantes, mas ficou nisso.

Com dois de Bas Dost, o Heerenveen venceu de virada o NAC Breda, no Estádio Abe Lenstra, por 3 a 1. Matthew Amoah fez o primeiro para o NAC, Dost empatou e depois fez o terceiro dos donos da casa. O gols da virada foi contra, de Luijckx.

Nos jogos de domingo, o Feyenoord empatou com o Heracles em 1 a 1. o Utrecht fez 3 a 0 no Willen II e o VVV Venlo foi derrotado em casa pelo ADO Den Haag por 3 a 2.

A compra do Vitesse

Poucas são as pessoas fora do território holandês que conhecem o Vitesse, mas isso vai mudar. O clube provavelmente começará a ter mais destaque no cenário nacional, e quem sabe chegar até as competições européias dos próximos anos com certa frequência após o acontecimento da última segunda-feira.

Merab Jordania

Assim como aconteceu com diversos clubes do futebol inglês, um milionário comprou o clube. O empresário da Geórgia, Merab Jordania, comprou todas as ações do clube, que eram de posse do então presidente Maasbert Schouten e se tornou o primeiro estrangeiro a comandar um clube da Eredivisie.

Jordania não é citado como um dos maiores milionários do mundo, como no caso dos compradores de Chelsea e Manchester City, mas graças a amizade entre Abramovich (dono do Chelsea) e Jordania, a imprensa holandesa vem especulando a hipótese de que Jordania tenha sido somente o “testa de ferro” da negociação, e que o verdadeiro comprador seja Roman Abramovich.

Sem confirmação de nada e com a assessoria do milionário russo negando a hipótese, os holandeses se perguntam “Quem é Merab Jordania?” e o que se descobre é que ele é um ex-jogador e também ex-técnico de seu país. Jordania também tentou compram o Beveren, da Bélgica, e na Holanda estava interessado também na aquisição do AZ.

Os planos para o futuro

Em sua chegada no Gelredome, na última segunda-feira, Jordania atraiu uma quantidade enorme de jornalistas e mostrou planos ambiciosos para o futuro do Vitesse. O georgiano garantiu que em três anos a taça da Eredivisie irá estar em Arnhem. O objetivo do time que flertou com o rebaixamento nas últimas temporadas deixa de ser somente a manutenção da equipe na elite do futebol holandês para brigar por posições mais altas na tabela e incomodar na briga por uma competição européia.

Sobre contratações, Jordania disse que em um prazo de três dias apresentaria novos reforços, no entanto, os três dias se passaram e ninguém chegou no Gelredome. A diretoria do clube deu declarações esclarecendo que as negociações estão em andamento, e que a demora além do esperado é algo normal. O novo proprietário do clube anunciou que seus contatos com grandes clubes renderão frutos ao Vitesse pediu paciência a torcida.

Em relação ao goleiro Piet Velthuizen, que anunciava a intenção de sair do clube, Merab foi claro: “Se ele ainda quiser sair, ele está livre para ir. Mas não antes de eu ter falado com ele.”

Outro ponto que deve ser melhorado é a estrutura do clube, com a melhoria das instalações para os jogadores profissionais e também das categorias de base. Jordania disse que vai reforçar também o orçamento do clube que, segundo o último relatório divulgado pela KNVB sobre a situação financeira dos clubes holandeses, possui uma situação “incômoda”, mas não grave.

Agora o momento é de deixar que o trabalho em Arnhen seja feito para analisar o resultado após um certo tempo. Tendo em vista a atual situação do futebol holandês, tanto na questão financeira, quanto em relação à queda da importância e também do nível técnico da Eredivisie, a compra do Vitesse pode ser benéfica, atraindo bons jogadores para o futebol local e também investidores. Quem deve estar se preocupando são os clubes grandes, que se viram perderam o reinado nas últimas temporadas para clubes médios e sem investimentos de grande porte e agora enxergam mais um clube de menor expressão dando passos rumo ao crescimento e se tornando um potencial obstáculo na briga por títulos.

Van Marwijk anuncia pré-lista da Oranje

KNVB divulgou lista com 27 nomes pré-convocados para os jogos válidos pelas eliminatórias da EURO2012

O técnico Bert van Marwijk voltou a convocar a seleção holandesa para uma competição oficial. Foram escolhidos 27 jogadores para a pré-lista de convocados para as partidas nos dias 3 e 7 de setembro, contra San Marino e Finlândia, pela fase de qualificação da Euro2012.

Diferente da convocação para a partida contra a Ucrânia, no dia 11 de agosto, quando os holandeses empataram em 1 a 1, o treinador voltou a chamar os atletas que estiveram presentes na Copa do Mundo, mas não deixou de incluir promessas do futebol local como Siem De Jong, Ron Vlaar e Lens.

Jeffrey Bruma, do Chelsea, de 18 anos, era cotado pra estar na atual convocação, mas uma lesão o afastou. Robben e Boschker também ficaram de fora graças a contusões.

A convocação foi elogiada pela inclusão de jovens jogadores, mantendo a qualidade do plantel da Oranje e renovando o grupo para o futuro. Acompanhe a lista completa abaixo:

Goleiros: Velthuizen (Vitesse ), Stekelenburg (Ajax), Vorm (FC Utrecht)

Defensores: Mathijsen (HSV), Boulahrouz (VfB Stuttgart), Maduro (Valencia), Anita (Ajax), Heitinga (Everton ), Braafheid (Bayern de Munique), Pieters (PSV), van der Wiel (Ajax), Ron Vlaar (Feyenoord)

Meio Campistas: Afellay (PSV), van Bommel (Bayern Munique), Siem de Jong (Ajax), Sneijder (Inter), Schaars (AZ), van der Vaart (Real Madrid), De Zeeuw (Ajax), Theo Janssen (FC Twente), De Jong (Manchester City)

Atacantes: van Persie (Arsenal), Babel (Liverpool), Elia (HSV), Huntelaar (Milan), Kuyt (Liverpool), Lens (PSV)

_______________________________________________________

Mais:

  • O Ajax conseguiu na última terça um bom resultado na UEFA Champions League. Contra o Dinamo Kiev, na Ucrânia, os Godenzonen empataram em 1 a 1 contra o time da casa e têm a vantagem do empate por 0 a 0 na partida de volta, em Amsterdam ArenA.
  • O grande assunto do momento na Holanda é a compra do Vitesse. Depois do anúncio na última segunda-feira, de que o georgiano Merab Jordania adquiriu o clube e disse que tinha uma amizade com o russo Roman Abramovich, surgiram especulações de que Jordania é apenas um “testa de ferro” na negociação, e que o verdadeiro comprador do clube é Abramovich, que é também dono do Chelsea, da Inglaterra. A KNVB disse que ainda não chegou a um veredito final sobre a compra.
  • Moussa Dembelé, do AZ, assinou com o Fulham, da Inglaterra. O belga, que ficou quatro anos no time de Alkmaar, assinou com o clube londrino por três anos. No AZ, ele marcou 24 gols em 118 jogos e conquistou a Eredivisie 2008/09.

Schalke 04 pensa em Afellay

Um dos astros da Eredivisie pode deixar a Holanda para ir para o futebol alemão. Ibrahim Afellay, jogador do PSV, vem sendo especulado pela grande mídia como alvo de Felix Magath, treinador do Schalke 04, para reforçar o meio de campo dos azuis reais e suprir a “falta de qualidade” que o treinador disse existir em seu elenco após a derrota para o Bayern de Munique, pela Supercopa da Alemanha, por 2 a 0, no último domingo.

O verdadeiro objetivo do time de Gelsenkirchen seria Zvjezdan Misimovic, do Wolfsburg, mas há poucas chances do bósnio ser liberado, por isso, Afellay vira o primeiro da lista de reforços do Schalke. O que facilitaria a transferência é o fato de que Afellay só possui um ano de contrato com o time de Eidhovenm e a partir de janeiro poderá assinar pré-contrato com outros clubes sem que o PSV ganhe nada. No entanto, não se sabe se o próprio atleta irá querer mudar-se para o futebol alemão, tendo em vista que Afellay já recusou proposta do Hamburgo.

Ajax, sem equilíbrio, empata; Feyenoord e Vitesse vencem de virada

Ajax sai vencendo o Groningen no Euroborg, mas permite empate

Está bem claro pra todos que o Ajax não é mais o grande Ajax dos anos 70 ou 90, e nem mesmo aquele cheio de boas revelações da primeira metade dos anos 2000. A pretensão do maior time holandês hoje é somente voltar a ser campeão holandês, algo que não consegue há seis anos, e voltar a figurar com campanhas dignas no cenário europeu.

Porém, os torcedores do time de Amsterdam não tem razões de muita esperança pelas primeiras partidas da temporada. Pela fase preliminar da UEFA Champions League, os Godenzonen não conseguiram vencer o PAOK, da Grécia em nenhum dos dois confrontos, sendo que no segundo, chegaram a estar vencendo por 3-1, mas permitiram o empate em 3-3 e só conseguiram a classificação graças a um pênalti defendido por Stekelenburg.

Hoje, em sua primeira partida pela Eredivisie 2010/11, o Ajax também saiu vencendo, dessa vez o Groningen, e permitiu o empate. Demonstração clara de um time desequilibrado. A partida no Euroborg só teve gols no segundo tempo. El Hamdaoui marcou dois pros visitantes, enquanto Tim Matavz e Nicklas Pedersen empataram. O jogo ainda teve um momento preocupante quando Stekelenburg caiu e pareceu ficar desacordado por alguns segundos. Marc Overmars esteve presente para assistir ao jogo.

Sem poder contar com Luis Suárez, Vertonghen e Lindgren, Martin Jol preferiu inovar na formação e escalar um 4-4-2 com meio em losango e Emanuelson como segundo atacante. Siem de Jong, armador do time, não se destacou, e o time dependeu todo o tempo das individualidades de El Hamdaoui. Foi assim que saíram os dois gols do time visitante, com El Hamdaoui mostrando seu faro de gol. De Zeeuw e De Jong tiveram chances para deixar o placar mais amplo, mas o goleiro brasileiro Luciano impediu.

Depois de dominar todas as ações até os 72 minutos, o Ajax permitiu que Tim Matavz diminuísse e transforasse o Euroborg num caldeirão. Desequilibrada emocionalmente, a equipe de Jol sentiu a pressão enquanto os jogadores do Groningen, empolgados com a torcida, o Groningen pressionou até chegar seu empate, conseguido por Nicklas Pedersen.

Considerando o fato de que o favorito PSV começou vencendo fora de casa, o Ajax já sai atrás na corrida pelo título com esse empate. Realmente uma rodada é pouco para apontar problemas e impedimentos para a conquista do título, mas o principal obstáculo que Jol precisa derrubar no momento é o desequilíbrio de sua equipe, que em uma mesma partida tem excelentes momentos e apagões inaceitáveis pra alguém que busca ser campeão.

______________________________________________________

  • Nas outras partidas desse domingo, o Feyenoord venceu o Utrecht por 3-1, no de Kuip. Ricky van Wolfswinkel abriu o placar para os visitantes, mas o time de Roterdã conseguiu virar a partida com gols de Schut(contra), Bruins e Fer e garantir os três pontos.
  • O Vitesse também venceu por 3-1 e de virada. O adversário foi o ADO den Haag no Gelredome. O gol dos visitantes foi marcado por Immers. Wiljan Pluim empatou e  Lasse Nilsson virou a partida com dois pênaltis bem batidos.

Bakkal se lesiona e deve ficar de fora da Oranje no amistoso contra Ucrânia

Jogador se lesionou na vitória contra o Heereveen

A lesão que Otman Bakkal sofreu no último sábado, após o intervalo da partida contra o Heerenveen, pode ser o fim da chance do jogador de chegar a seleção holandesa neste momento. O jogador do PSV, que foi chamado por Bert van Marwijk para o amistoso contra a Ucrânia, na próxima quarta, passará por exames nesta segunda para diagnosticar a gravidade da lesão em sua coxa esquerda.

No PSV, o treinador Fred Rutten foi questionado sobre o substituto de Bakkal. Na partida contra os frísios, Rutten colocou Funso Ojo no lugar de Bakkal, e não Afelly. O técnico explicou que ainda está cedo para Affelay entrar no time, já que treinou apenas três dias e em sua posição, há muito trabalho a se fazer.